curiosidades, saúde, sem glúten

Doença celíaca

Oi gente, o blog anda um pouco em falta de posts com informações porque andava sem tempo para pesquisar e estudar sobre os assuntos para escrever para vocês! E como eu não gosto de passar informações sem realmente saber do que estou falando, preferi focar nas receitas, mas agora que a correria acabou pretendo fazer mais, afinal aprender nunca é demais, né?!

O tema de hoje é sobre a doença celíaca, que nos dias de hoje é um assunto em alta, além da moda das dietas que retiram o glúten da alimentação.

trigo1

O glúten é uma proteína composta pela mistura das proteínas gliadina e glutenina, que se encontram naturalmente na semente de muitos cereais, como o trigocevadacenteio e aveia. A doença celíaca – DC, também chamada de espru celíaco ou enteropatia sensível ao glúten, é uma enfermidade do trato digestivo que causa danos ao intestino delgado e interfere na absorção dos nutrientes provenientes dos alimentos.

Quando o portador da doença ingere alimentos com glúten, seu sistema imunológico responde afetando causando danos no intestino delgado, especificamente pequenas saliências denominadas vilosidades, as quais diminuem e perdem a capacidade de absorção, fazendo com que os nutrientes não cheguem a corrente sanguínea.

Os sintomas variam de pessoa para pessoa, podendo ou não ocorrer no sistema digestivo. Alguns dos sintomas são dor e distensão abdominal (gases), diarreia crônica, perda de peso, anemia sem aparente causa, dores nos ossos, mudança de comportamento (principalmente observado em crianças), câimbras e fadiga muscular, desenvolvimento tardio do crescimento, bolhas, vermelhidão ou estrias avermelhadas a pele (dermatite herpetiforme, uma variação da doença celíaca, mais agressiva). Muitos dos sintomas estão associados a má absorção de nutrientes, este é um problema sério em celíacos, sendo muitas vezes necessário suplementação. A doença celíaca pode ser difícil de se diagnosticar, pois os seus sintomas se confundem com os de outras doenças. Procure um médico gástrico ou nutricionista para os exames, caso o exame de sangue mostre alguma alteração uma biópsia é feita através da remoção de uma pequena porção do intestino delgado para averiguar se realmente existem danos às vilosidades.

glúten

O único tratamento é a retirada total de alimentos que contenham ou possam conter traços de glúten, as melhoras começam a aparecer após alguns dias e o intestino delgado normalmente leva de três a seis meses para se recuperar completamente. Apenas uma pequena porcentagem da população celíaca não apresenta melhoras mesmo após a retirada total do glúten da dieta, isso porque os danos no intestino delgado podem ser muito extensos a ponto de não haver mais cura, devido à grande dificuldade de absorção de nutrientes. A ingestão de qualquer quantidade mesmo que mínima de algum alimento com glúten poderá causar agravos ao intestino delgado.

Para uma alimentação totalmente livre de glúten, o ambiente também deve ser.  O glúten esta no ar, por isso lugares que trabalham com alimentos para celíacos, ou o estabelecimento realmente só trabalha com alimentos sem glúten ou tem que haver um lugar separado, sem corrente de ar que possa trazer o glúten de outra área, com forno, geladeira, formas e utensílios todos separados apenas para produção desses alimentos.

As informações que dei aqui são de diversas fontes (confiáveis, como livros, artigos e outros trabalhos acadêmicos), é na verdade uma parte reduzida de um dos assuntos do meu tcc. Isso não quer dizer que você não deva procurar um médico para orientar melhor quanto a esse assunto!

Caso você não tenha problemas com glúten, não é aconselhável a retirada total do alimento por conta de dietas ou modismo, a não ser que você queira criar uma possível intolerância a este alimento! Claro que você pode dar preferência aos alimentos sem glúten (eu dou), mas nunca retira-los totalmente sem que seja diagnosticado algum problema, isso vale para outros alimentos como o leite, pois existem sim maneiras saudáveis de consumi-los! E claro, tudo com moderação!

Leia também: Lactose X proteína do leite

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s