o que é

Comida da vovó: Frango na Garagem

Toda vó tem sua comida especial, aqueles pratos que tem que ser feitos quando nós vamos visita-las, não é mesmo?!

A minha paixão pela gastronomia vem da minha avó paterna, a família inteira do meu pai na verdade cozinha muitíssimo bem (inclusive ele) por isso a fruta aqui não caiu longe do pé, desde pequena me meto na cozinha por puro amor. Essa minha avó mora longe, em outro estado, e por isso nos vemos uma ou duas vezes ao ano por um período curto, e então ela quer preparar todos os pratos maravilhosos que são só dela para nós matarmos a saudade, pois ela, assim como eu, gosta de demonstrar amor aos outros em forma de comida!

Entre os muitos pratos maravilhosos que ela faz está esse Frango na Garagem (não me perguntem o porque desse nome rs, ela pegou a receita em algum lugar rsrs), que nada mais é que frango desfiado em um molho tipo de estrogonofe com bolinhas de batata recheada com queijo (porque comida de vó tem glúten, tem lactose, tem gordura, tem amor e tem saudade), esse prato é super simples, mas é delicioso, e eu já queria fazer ele “do meu jeito” faz tempo, e como, por forças maiores, minha avó não pode vir nos ver na data programada, resolvi matar a saudade fazendo esse prato, só que do meu jeito!

Espero que gostem!

Frango na garagem

 

Ingredientes:

Frango:

1kg de peito de frango cozido (cozinhe com cebola, alho, temperos frescos, sal, limão…)

7 tomates

1 cebola

4 dentes de alho

300 ml de leite vegetal da sua preferencia (usei leite de coco e amêndoas que era o que tinha em mãos)

3 colheres de sopa de biomassa ou use outra farinha para ajudar a engrossar um pouco o molho (polvilho, araruta, amido de milho…)

Temperos a gosto: orégano, tomilho, manjericão, louro, pimenta….

Modo de preparo:

Desfie o frango e reserve.

Bata no liquidificador os tomates, a cebola e o alho. Leve a panela e deixe ferver, adicione o frango desfiado, os temperos, o leite vegetal, acerte o sal e reserve.

 

Bolinhas de mandioquinha:

5 mandioquinhas médias ( +- 500g)  (batata baroa, batata salsa) – ou batata doce, ou mandioca, ou inhame…

1 xícara de farinha de mandioca

sal a gosto

2 colheres de sopa de azeite de oliva ou manteiga ghee

Recheio: queijo da sua preferência – de cabra, ou queijo de biomassa, ou tofupiry ou de castanha (usei de cabra)

Modo de preparo:

Cozinhe a mandioquinha.

Quando estiver macia, com ela ainda quente, amasse formando um purê e adicione a farinha de mandioca, e o azeite, mexa bem para ficar homogênea. acerte o sal e deixe esfriar.

Depois modele nas mãos a bolinha recheada com o queijo da sua preferência. Faça do tamanho que quiser, nós costumamos fazer ela maior, em uma contagem de 1 1/2 a 2 bolotas por pessoa.

 

Montagem:

Despeje em uma forma o molho do frango, acomode as bolinhas e leve ao forno até começar a ferver. Sirva com uma boa salada de folhas e arroz integral.

 

frango na garagem funcional

Anúncios

11 thoughts on “Comida da vovó: Frango na Garagem”

  1. Ai que delícia! Descobri seu blog recentemente e estou viciada. Descobri APLV em meu filho de 2 anos há pouco tempo, e apesar de estar bem informada e orientada, tinha dificuldade em encontrar receitas!!! Já vi muitas opções pra fazer pro meu baby, e assim, melhorar a minha alimentação e do meu marido! Vou começar pelo iogurte, que ele amaaaa de paixão, e tive que cortar dele. Não dou soja pra ele porque sou contra. Eu vou colocar a mão na massa e testar muitas das suas receitinhas! Inclusive essa (sem o recheio de queijo). Obrigada por compartilhar o seu trabalho e experiência, me deu uma luz enorme! Compartilha mais receitinhas de lanchinhos saudáveis para adultos e crianças também! Beijos!!!

  2. oi Amábile, adorei o seu canal no youtube, estarei sempre atenta às novas receitas. Esse frango deve ser uma delícia…estou louca para fazer. Na receita você menciona a biomassa…é a farinha de biomassa ou serve aquela congelada?
    Abraços, Gabi

  3. Olá… Conheci esta receita pela Ana Maria Braga ainda nos tempos do note e anote e também adorei a receita. Bem mas na receita dela coloca-se as bolinhas no refratário deixando espaços e quando se coloca o molho ele entra nesses espaços como se fosse uma garagem. Acredita que essa era a explicação para o nome? Rs

    Adorei as receitas. Parabéns

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s